DestaqueDossier

Vizinhos do Areeiro questionam sobre ruído

O Movimento Cívico “Vizinhos do Areeiro” enviou uma petição à Assembleia Municipal de Lisboa onde questiona o ruído das festas na Alameda.

Já não é a primeira vez que este movimento de moradores da Freguesia do Areeiro levanta a questão do ruído no espaço público e dificilmente será a última, tendo em conta o fenómeno das festas e eventos ruidosos, com colunas potentes, muita música e outro tipo de equipamentos (como geradores, por exemplo) em toda a cidade de Lisboa.

Neste caso, os Vizinhos do Areeiro, com quem o EXPRESSO do Oriente já fez uma grande reportagem, endereçaram à Assembleia Municipal de Lisboa uma petição intitulada “Ruído Festivo Recorrente na Alameda Afonso Henriques”, na qual lamenta a regularidade “por vezes semanal” de eventos que produzem ruído quer em horário diurno, quer em horário nocturno, prejudicando o descanso dos moradores e o seu rendimento escolar e profissional.

Os Vizinhos do Areeiro lembram que “A Alameda tem – não o esqueçamos – paredes meias com vários prédios de habitação nos limites das freguesias de Arroios, Penha de França e Areeiro: não é um “coliseu” em zona isolada, não dispõe de estruturas de insonorização em torno de um palco ou de mitigação de propagação de som à área circundante; é uma zona de habitação” e aponta também o facto de os eventos promovidos pelas autarquias não carecerem da emissão de Licença Especial de Ruído e o facto de a PSP e a Polícia Municipal não disporem de equipamentos de medição de ruído, não intervindo nestes casos.

Após o diagnóstico, os Vizinhos pedem a limitação do número e da duração dos eventos em que é permitido ruído com som amplificado a um máximo de cinco por ano e a um período máximo de uma hora contínua ou quatro horas interpoladas, a imposição de limites de intensidade sonora, a aplicação de medidas para mitigação do impacto sonoro nas residências próximas, nomeadamente a fiscalização pelas forças de segurança e ainda a publicação prévia das Licenças Especiais de Ruído emitidas para todos os eventos ruidosos.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close