Reportagem

SFUCO em Concerto de Ano Novo

A Banda da SFUCO brindou o público com valsas e polkas em dia de festa: mais dois músicos tiveram a sua estreia em concerto!

Num dia em que a excelente notícia foi a apresentação de dois novos músicos, a violoncelista Maria Mestre e o clarinetista João Dias (sendo que a Maria até fazia anos), não deixamos de registar também com muito agrado o regresso do presidente da direcção Joaquim Silva, que no último concerto tinha assustado os amigos com a sua ausência, por motivos de saúde.

Um concerto de Ano Novo é sempre um concerto de Ano Novo, e por isso tem de ter Strauss. A conhecidíssima Marcha Radetzky não faltou nesta tarde de música nos Olivais, bem como outros temas habitualmente associados a este tipo de espectáculos.

A banda dirigida pelo maestro Luís Filipe Ferreira encantou com a “Annen Polka” e recuperou a “Dança Diabólica” de Hellmesberger, mas também fugiu do repertório tradicional, por exemplo quando nos trouxe a suite n.º 1 de Peer Gynt, do norueguês Edvard Gried, que toda a gente conhece, mesmo que não a saiba nomear (aproveite para pesquisar no YouTube!).

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close