Início » Sociedade » IX Gala do Beato homenageia Movimento Associativo e Protecção Civil

A nona edição da Gala do Beato prestou mais uma vez homenagem ao que de melhor se faz na Freguesia do Beato, perante uma audiência com centenas de pessoas.

Foi, mais uma vez, uma verdadeira festa para os fregueses do Beato, promovida pela Junta de Freguesia local: uma noite de gala com muita alegria, variadas expressões culturais e entrega de diplomas a quem os merece.

A noite começou descontraída, com uma actuação do grupo PMP Eventos a fazer lembrar os velhos hits de Saturday Night Fever. Já com o público devidamente “aquecido”, subiu ao palco Joana Lança, a vencedora da 4.ª edição do concurso “O Beato dá voz ao Fado”. Mais tarde, actuaria também Válter Palma, outro finalista deste concurso que faz emergir anualmente os talentos amadores da canção nacional.

Depois destes primeiros momentos musicais, teve lugar o primeiro tributo da cerimónia: foram homenageados o Núcleo de Protecção Civil do Beato e o Movimento Associativo da Freguesia, com os seus representantes a subirem ao palco para receberem o respectivo diploma.

Mas as distinções não se ficaram por aqui: após uma actuação do grupo de ballet “Pezinho de Dança”, foram entregues os Prémios Cidadania Beato 2017 a Silvestre Fonseca (Personalidade), à Ar.Co (Instituição) e à Soma Sul – Sociedade de Madeiras do Sul (Empresa).

Um dos distinguidos, o professor e guitarrista Silvestre Fonseca, voltaria a subir ao palco logo de seguida, para interpretar alguns temas acompanhado da filha, Inês Fonseca.

Antes do porto de honra que selou a IX Gala do Beato, houve tempo ainda para alguns discursos, nomeadamente do vogal Silvino Correia, Substituto Legal do presidente da Junta de Freguesia do Beato, do próprio presidente Hugo Xambre Pereira, do vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Duarte Cordeiro, e da presidente da Assembleia Municipal, Helena Roseta.

Nos discursos, ficou bem patente uma ideia de futuro risonho para a Freguesia do Beato, bem como o valor e a importância do Movimento Associativo e das sociedades dinâmicas, de que o Beato é um bom exemplo. Duarte Cordeiro e Helena Roseta elogiaram o desempenho do executivo da autarquia local, salientando o exemplo de dedicação e empenho de Hugo Xambre Pereira, que como era sabido não se recandidatava aos destinos da Freguesia.

Para terminar em grande, a fadista Alexandra protagonizou o último momento musical da noite, terminando com uma estrondosa ovação do numeroso público presente.

Parabéns, Beato!

Sem comentários... Seja o primeiro a comentar!