Reportagem

Padre Manuel Fernandes: 50 anos de sacerdócio

resized_Missa Cardeal Patriarca no Beato (11)As comemorações do jubileu sacerdotal do Padre Manuel Fernandes, pároco do Beato, contaram com a presença do Cardeal Patriarca de Lisboa e do conceituado músico Rão Kyao.

O padre Manuel Vitorino da Silva Moreira Fernandes nasceu no dia 27 de Junho de 1941 e foi ordenado sacerdote no dia 26 de Março de 1966 pelo então Cardeal Patriarca, Manuel Cerejeira. O seu caminho cruzou-se com o Beato depois de já ter estado na Amadora, na zona das Caldas da Rainha, em Benfica e na Cruz Quebrada.

Na festa do seu jubileu sacerdotal, que assinala os 50 anos do seu sacerdócio, escolheu como mote o mesmo lema que regeu a sua vida enquanto padre: “Não fostes vós que Me escolhestes, fui eu que vos escolhi”, conforme diz o Evangelho segundo São João.

As festividades incluíram uma Festa do Feijão, organizada pelos Escuteiros do Beato (que reportamos noutra peça nesta edição do nosso Jornal) e um concerto muito especial do conceituado músico português Rão Kyao, amigo pessoal do Padre Manuel Fernandes.

“É uma vida”, resume o pároco de São Bartolomeu do Beato ao EXPRESSO do Oriente. “Sonhei e quis ser padre. E ser padre é ser outro Cristo na palavra, no serviço, no despir-nos de nós próprios, em prol dos outros”.

Em clima de conversa informal, este sacerdote que completa em Junho 75 anos de idade conta-nos como percorria as barracas nos tempos em que esteve na Amadora e como almoçava com os pobres na casa deles, ouvindo as suas histórias e partilhando as suas dores… Recorda o funeral do Maia, chamado “rei dos ciganos” e a “longa caminhada a pé da Amadora até Almada, que nos custou muito fazer”… A propósito desta insólita história, explica que levou um farnel para ir matando a fome, enquanto assistia às lamentações de todos os que faziam parar o caixão do defunto para lhe prestar a derradeira homenagem.

A dada altura, perguntamos-lhe como se sente. Com naturalidade, responde prontamente que o anima uma “sensação de dever cumprido: não peço mais nada ao Senhor, aquilo em que O puder servir, é isso que pretendo fazer sempre”.

resized_Concerto Rão Kyao - Padre Manuel Fernandes (8)Concerto, eucaristia especial e almoço de convívio

A presença de Rão Kyao na Igreja do Beato foi um dos pontos altos das comemorações. Acompanhado ao órgão por Renato Silva Júnior, Rão Kyao fez ecoar o magnífico som das suas flautas de bambu pela nave da igreja num concerto intimista.

E porque “quem canta reza duas vezes”, como diz o povo, convidou o público a trautear as músicas que lhe soassem familiares. E o público assim o fez, particularmente as músicas dedicadas a Nossa Senhora, como “Ó Virgem do Rosário” (Adeus de Fátima) ou “Salve Regina – Senhora nossa, Senhora minha”.

No encerramento do jubileu, o Cardeal Patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, presidiu à missa, em que marcaram presença os Bombeiros do Beato e os Bombeiros do Dafundo, com quem o padre Manuel Fernandes mantém uma estreita ligação. Também o presidente Hugo Xambre Pereira, da Junta de Freguesia do Beato, marcou presença, ladeado pelos seus vogais e pelo autarca de Marvila, Belarmino Silva.

Ainda antes do almoço de honra que reuniu os convidados nas instalações da Manutenção Militar, estava reservada uma surpresa: uma bênção apostólica assinada pelo Papa Francisco.

Ver mais

Artigos relacionados

2 Comments

  1. Conheci o Pe Manuel Vitorino na freguesia de Vidais concelho de Caldas da Rainha. Foi meu professor no Liceu, também, na época. Guardo as melhores recordações pela pessoa que foi e pela simpatia que irradiava: excelente pessoa, professor e padre.Foi um gosto ler esta notícia. Está igual apenas com uns cabelinhos mais brancos.

    Parabéns pelo seu jubileu sacerdotal, que assinala já os 50 anos de sacerdócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close