Início » Sociedade » Oriente-se: Contra Senso oferece um festival de teatro amador a Lisboa

Em jeito de celebração do seu 20.º aniversário, o Grupo de Teatro Contra Senso, sediado em Marvila, promove a primeira edição do festival de teatro amador “Oriente-se”.

O festival está a decorrer ao longo de cinco sábados consecutivos, tendo começado no dia 30 de Setembro e prolongando-se até 4 de Novembro.

Para os espectáculos, o Teatro Contra Senso convidou grupos de todo o país, a saber: Contacto (de Ovar), Teatro Cale Estúdio (de Vila Nova de Gaia), Teatro Renascer (de Esmoriz), Teatro Vitrine (de Fafe), Kaspiadas (de Pontével, Cartaxo) e Juventude Unida de Mosteiró (de Vila do Conde).

No fundo, o Teatro Contra Senso já participou nos festivais de todos estes grupos e retribuiu a cortesia dos convites tornando-se o anfitrião deste novo festival, apadrinhado pelo actor Pedro Górgia, bem conhecido dos ecrãs de televisão.

O EXPRESSO do Oriente marcou presença na estreia do festival, assistindo à peça “O Cavaleiro da Triste Figura”, protagonizado pelo Grupo Contacto, de Ovar.

Baseada no eterno “Dom Quixote de la Mancha”, de Miguel de Cervantes, a peça divertiu o numeroso público presente com as passagens mais divertidas da obra e revelou todo o talento do grupo do Norte do País.

Antes ainda do espectáculo, o presidente cessante da Junta de Freguesia de Marvila, Belarmino Silva, subiu ao palco para ser galardoado pelo Contra Senso. O autarca enalteceu a importância do teatro para o desenvolvimento da cultura, agradeceu o trabalho desenvolvido ao longo dos últimos 20 anos pelo grupo de teatro amador e confessou ser o seu fã número 1. Logo a seguir, o actor Pedro Górgia confessou que não conhecia ainda o Contra Senso, mas que prometia tornar-se o fã número 2! Sem mais delongas, encarregou-se das tradicionais “pancadas de Molière”.

Após o espectáculo de estreia, Manuel Saraiva foi também distinguido com um reconhecimento do Contra Senso por todo o apoio e incentivo, cabendo depois ao encenador Miguel Mestre, num momento muito emotivo, fazer uma homenagem à professora dos seus tempos de juventude que o encaminhou para as lides do teatro amador.

Se ainda não assistiu a nenhuma representação no âmbito do “ORIENTE-SE – Festival de Teatro Amador”, já sabe: sempre aos sábados, até 4 de Novembro, no Auditório Fernando Pessa (Rua Ferreira de Castro, Marvila). Os bilhetes têm um preço bastante acessível e as crianças até aos 12 anos não pagam bilhete no dia da peça infantil, marcada para 21 de Outubro.

Reservas: email para geral@contrasenso.com; ou SMS para 96 245 11 19 – 91 521 80 02.

Ainda pode assistir:

14 de Outubro, 21h30

O Mais Longo Verão

Teatro Vitrine (Fafe)

21 de Outubro, 16h

Farruncha

Kaspiadas – Grupo Cénico da Casa do Povo de Pontével (Cartaxo)

28 de Outubro, 21h30

Como estamos de amores?

Cale Estúdio Teatro (Vila Nova de Gaia)

4 de Novembro, 21h30

Flor Alma Espanca

Grupo Teatro Renascer (Esmoriz)

Sem comentários... Seja o primeiro a comentar!