Destaque

Há mar e mar, há ir e voltar

A Autoridade Marítima Nacional volta a alertar toda a população para os cuidados a ter nas idas à praia, sobretudo nesta altura de muito calor na qual as praias estão ainda sem vigilância e em que se tem registado um número elevado de salvamentos, alguns deles graves, nas praias portuguesas.

Desde o passado sábado, 23 de Maio, foram registados 65 salvamentos em Portugal Continental, uma pessoa desaparecida e há a lamentar uma vítima mortal.

É importante relembrar que algumas praias apresentam na sua área submersa efeitos da agitação marítima do inverno observando-se fundões, declives acentuados, remoinhos e agueiros. Alguns destes fenómenos não são visíveis, acarretando perigo para quem entra na água.

A época balnear só terá início a 06 de Junho, consequentemente, a maioria das praias não tem vigilância permanente, sendo por isso fundamental que todas as pessoas adoptem um comportamento de segurança e evitem expor-se desnecessariamente ao risco.

É também de extrema importância cumprir as regras de distanciamento social e respeitar todas as indicações das autoridades, com o objetivo reduzir a propagação da pandemia provocada pela Covid-19.

Para além das recomendações acima indicadas, a Autoridade Marítima Nacional deixa ainda os seguintes conselhos:

– Vigiar permanentemente as crianças e não permitir que se afastem, mantendo-as sempre próximas de um adulto;

– Evitar comportamentos de risco. Não vire as costas ao mar, evitando ser surpreendido por uma onda;

– Caso testemunhe uma situação de perigo dentro de água, não entre e peça ajuda através do 112.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close