DossierLocal

Dia Municipal dos Bombeiros evoca incêndio do Chiado

resized_dia bombeiro municipalFoi no dia 25 de Agosto de 1988 que um incêndio deflagrou no Chiado, deixando o património destruído, duas vítimas mortais e mais de 70 feridos. 28 anos depois, “a cidade está mais preparada”.

Quem o diz é o vereador Carlos Manuel Castro, que detém o pelouro da Protecção Civil da Câmara Municipal de Lisboa. No âmbito da cerimónia de homenagem ao bombeiro municipal, que teve lugar na Rua do Carmo esta quinta-feira, dia 25 de Agosto, o vereador definiu como prioridade dotar o Regimento de Sapadores Bombeiros de mais meios técnicos e humanos.

 

O responsável lembrou o recente lançamento do concurso público para aquisição de 10 novas viaturas, não descurando a aposta na formação através da contratação de novos operacionais para reforçar o corpo de bombeiros municipais. Segundo Carlos Castro, há 48 recrutas para a formação de cerca de um ano, escolhidos entre cerca de 700 candidatos, e já foi aberto um novo concurso para 50 novos recrutas. O vereador destacou que o processo de selecção é muito rigoroso, devido às aptidões físicas e psíquicas que são necessárias para a condição de bombeiro profissional.

Não menos importante é a previsão para breve (“poucas semanas”) do início das obras de construção do novo quartel do Martim Moniz. A construção do quartel de bombeiros da Alta de Lisboa, por seu turno, continua a registar progressos e deverá estar pronta “dentro de meses”.

Nesta cerimónia de homenagem, foi depositada uma coroa de flores junto ao emblemático edifício do Chiado, em memória das vítimas do incêndio.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close