Início » Educação, Reportagem » Crianças dos Olivais tomam contacto com diferentes culturas

As crianças das escolas dos Olivais viveram uma “Semana da Cultura”, com um conjunto de iniciativas que as fez dar a volta ao mundo e aprender mais sobre os diferentes povos.

O projecto inseriu-se no âmbito das AEC – Actividades de Enriquecimento Curricular e foi desenvolvido pelo departamento da Educação da Junta de Freguesia dos Olivais, no passado mês de Fevereiro.

Na prática, as crianças das sete escolas do 1.º ciclo dos Olivais (e ainda das duas escolas de freguesias vizinhas mas pertencentes aos agrupamentos com sede nos Olivais) tiveram acesso a um dia especial, que tanto podia ser dedicado ao Tibete ou à Índia, como ao nosso portuguesíssimo fado.

Além das duas culturas orientais já referidas, em que os alunos aprenderam sobre as tradicionais taças tibetanas e sobre a rica gastronomia indiana, também houve sessões sobre a cultura angolana, brasileira e até sobre o gospel de origem americana, por meio do maestro Carlos Ançã, responsável pelo Coro Gospel dos Olivais.

Nas manifestações culturais portuguesas, coube à fadista Alice Costa Franco cantar e falar sobre o fado, enquanto a Associação Gaita-de-Foles apresentou este instrumento peculiar e as suas raízes no nosso país, permitindo que as crianças o experimentassem!

O EXPRESSO do Oriente esteve presente na Escola Paulino Montez, com a fadista; depois de cantar “Já não vou à Mouraria”, a artista apresentou os músicos, falou de Alfama, da Severa, dos turistas, da sua paixão pelo fado e até explicou o que é “património imaterial da Humanidade”. De olhos fechados, os meninos aprenderam a distinguir o som da guitarra portuguesa e da viola de fado.

“Escola Sem Fronteiras”

Ao nosso Jornal, a vogal da Educação, Anabela Silva, explica que este já é o terceiro ano em que a autarquia aposta na Semana da Cultura e na Semana do Desporto nas suas escolas.

“Tendo em conta que o tema para este ano lectivo é «Escola Sem Fronteiras», achámos interessante trazer um pouco das culturas de outras zonas do planeta para que as crianças pudessem aprender mais sobre elas. Angola, Tibete, Brasil, Índia, Estados Unidos e Portugal, e até de certa forma a Escócia, porque os nossos parceiros da Associação de Gaitas de Foles, sendo portugueses, trazem-nos um traço muito característico desse país”, enumera a vogal.

“A lógica é”, acrescenta Anabela Silva, “mostrar às crianças que as fronteiras não são barreiras, ou melhor, que não há fronteiras. O nosso tema é transversal a todas as actividades, explorando o mundo da música, dos usos e costumes, das crenças, das línguas, etc.”.

Foi também no âmbito desta linha orientadora que a Junta de Freguesia promoveu os dias temáticos nos refeitórios escolares das escolas dos Olivais: os alunos puderam experimentar pratos tradicionais de vários pontos do globo.

“Tem corrido muito bem, as crianças aderem com muito entusiasmo. Na sessão da cultura indiana, por exemplo, achei muito giro que as crianças se tivessem despedido da orientadora da sessão a dizer «Namasté», de forma totalmente espontânea”, remata Anabela Silva.

Sem comentários... Seja o primeiro a comentar!