EducaçãoSociedade

Centro de Formação de Escolas António Sérgio

Sediado na Escola Secundária D. Dinis, em Marvila, o CFE António Sérgio tem um intenso calendário anual de acções de formação, contribuindo para a formação contínua de milhares de profissionais docentes e não docentes.

O EXPRESSO do Oriente marcou presença num dos segmentos de uma acção de formação no auditório da Escola Secundária e sentou-se à conversa com o director do Centro, o professor Joaquim Melro.

Antes de mais, os cen tros de formação foram pensados para garantir uma resposta que permitisse a formação contínua dos professores.

Explica-nos Joaquim Melro que “A democratização da Educação, possível a partir de 1974, resultou num boom de crianças na Escola. Não havia profissionais com formação adequada em número suficiente e criaram-se os centros de formação, que começaram por ser associações de escolas”.

No caso, o CFE António Sérgio começou por ter um nome parecido com o actual, sofreu depois um reajustamento e a sua actividade conta já com 12 anos, dos quais os últimos quatro tiveram Joaquim Melro como director.

Professores não progridem na carreira sem formação

“Ouvimos muitas vezes, em Portugal, discursos pouco valorizadores da profissão de professor, propagando mitos como por exemplo o de que para progredirem na carreira basta aos professores terem x anos de serviço. Não é verdade. A formação contínua faz parte da progressão na carreira do professor”, explica o nosso interlocutor.

A formação devia ser gratuita, de acordo com o Estatuto da carreira docente, mas a realidade é outra: “Os últimos anos foram trágicos neste aspecto, devido aos condicionamentos financeiros que o país atravessou. Os professores foram um pouco deixados à sua sorte, mas não desistiram, como se comprova pela intensa actividade deste Centro, com uma média de 100 acções por ano”.

Significa que os professores continuaram a investir na sua formação, pagando muitas vezes com dinheiro do seu próprio bolso. As acções incidem sobre variadas temáticas, de acordo com a análise das necessidades formativas dos professores, e procurando oferecer respostas com qualidade.

Postura de portas abertas

Neste momento, o CFE António Sérgio tem associados nove agrupamentos e uma escola não agrupada. Toda a Zona Oriental de Lisboa está abrangida, com escolas das freguesias de Alvalade, Areeiro, Beato, Marvila, Olivais, Parque das Nações e Penha de França. De acordo com os dados disponíveis online, é um universo de cerca de 2200 docentes e 650 não docentes.

Apesar de os centros terem sido pensados para dar resposta aos professores das escolas associadas, o CFE António Sérgio segue “uma lógica mais abrangente e inclusiva”, nas palavras do seu director: “A oferta que fazemos é preferencialmente destinada aos professores destas escolas, mas se houver professores interessados de outras zonas, temos as portas abertas e todo o gosto em recebê-los”.

Na formação em que marcámos presença, realizada nos dias 12 e 13 de Janeiro e intitulada “Palestras Escola – Mundo do Trabalho”, havia 180 inscritos: professores e psicólogos escolares na sua grande maioria. Além do contributo de um painel de especialistas, os participantes puderam fazer uma visita de estudo à Fundação Ricardo Espírito Santo da Silva, que tem uma forte tradição de acolhimento de alunos que enveredaram pela via profissionalizante.

Em discussão estiveram as relações entre o meio escolar e o mercado de trabalho, no que toca às diferentes vias de ensino, às competências a adquirir pelos alunos e às tendências actuais no panorama nacional e global.

Em jeito de remate, o professor Joaquim Melro lamenta a grande dificuldade sentida pelos professores para se poderem libertar das suas responsabilidades lectivas. Os professores que vimos na sexta-feira, por exemplo, ou não tinham aulas marcadas ou tiveram de negociar com os seus directores formas de poder participar na formação. “É um problema que impede muitas vezes os professores de investir na sua formação e não devia ser assim!”, desabafa o director.

Mais informação e calendário de formações em www.cfantoniosergio.edu.pt.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Close