Local

Aves nacionais na filatelia

Os CTT apresentam esta quinta-feira, dia 9 de Maio, uma emissão filatélica com diversas aves que podem ser observadas no território português.

São seis aves passeriformes migradoras, elos de ligação entre territórios e países europeus tão distantes como a Islândia, a Noruega, a Rússia e Portugal: são elas o tordo zornal, a ferfolha, o pisco-de-peito azul, o pisco-de-peito ruivo, o pintassilgo e o canário da terra.

Em comunicado, os CTT explicam que “O território português está no centro de uma via de passagem privilegiada para muitas espécies de aves migradoras. A localização num dos extremos geográficos do Mar Mediterrâneo, onde é mais fácil a travessia desta água, torna também possível a observação em Portugal, de milhares de aves que usam sazonalmente o corredor migratório dos mares Mediterrâneo e Negro. Ainda, o clima de regiões como os Açores ou a Madeira, cria condições de abrigo e maior disponibilidade de alimentos para a invernação de muitas espécies, nomeadamente de aves de pequeno e médio porte como os passeriformes”.

Se o pisco-de-peito-azul e o pisco-de-peito-ruivo gostam da Reserva Natural do Estuário do Sado, apresentada como uma das mais importantes zonas húmidas portuguesas e um local vital para muitas espécies migradoras e invernantes, o tordo-zornal pode ser visto na ilha de São Miguel, um habitat que partilha com uma ave residente, a ferfolha.

É no outro arquipélago nacional, a Madeira, que se encontra o habitat predilecto do pintassilgo, com grandes populações migradoras em contexto europeu, e o canário-da-terra, uma espécie endémica da Macaronésia (arquipélagos dos Açores, Madeira, Canárias e Cabo Verde).

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close