DestaqueDossier

Orçamento Participativo com 539 propostas

São propostas para todos os gostos e competem pela atenção dos lisboetas: este ano há 539 candidaturas ao Orçamento Participativo de Lisboa.

O número impressiona na medida em que faz subir em mais de 100 o registo do ano passado. Entre projectos estruturantes e locais, a divisão com que a Câmara Municipal de Lisboa separa as grandes propostas das mais pequenas, são 539 ideias para a cidade que vão a votos entre 1 de Março e 21 de Abril, naquela que é a 11.ª edição do OP de Lisboa.

A nota da Câmara revela que a Freguesia de Benfica é a campeã das propostas, com 33, seguida pelas do Areeiro e Arroios, com 21 cada. No extremo oposto, há apenas cinco propostas para o território do Parque das Nações e seis para São Domingos de Benfica ou São Vicente.

Outro motivo de interesse é saber que 327 propostas são assinadas por residentes em Lisboa, cabendo as restantes a quem trabalha ou estuda na cidade.

Quanto à temática, a sustentabilidade ambiental, estrutura verde, clima e energia são conjuntamente a mais repetida, com 120 propostas, e até há um selo verde para as distinguir, o que representa uma novidade. O Município também destaca a mobilidade e segurança, com 113 projectos, e o planeamento, urbanismo e património, com 73.

Já no que diz respeito à faixa etária, a fatia da população mais propositiva é a dos 30 aos 49 anos, seguida dos jovens entre os 16 e os 29 (este é o primeiro ano em que os jovens entre os 16 e os 18 podem participar).

Em Março e Abril, serão as pessoas a decidir onde é que a Câmara aplica os 2,5 milhões de euros que reservou para o OP.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close