Local

Funcionária da freguesia de Benfica em greve de fome

Uma funcionária da Junta de Freguesia de Benfica está em greve de fome desde a passada quinta-feira, dia 7 de Outubro, junto à Câmara Municipal de Lisboa, alegando estar a ser vítima de “assédio laboral”. Glória Novais queixa-se de lhe estarem a dar funções de Assistente Técnica quando na verdade a sua categoria profissional é de Técnica Superior.

Em declarações à agência Lusa, a trabalhadora afirma: “Não acho justo que agora, ao fim de 33 anos, eu tenha de me ir sentar numa cadeira onde iniciei funções como assistente operacional e, nessa altura, tinha o sexto ou sétimo ano de escolaridade”. Glória Novais diz ainda que iniciou a sua carreira de funcionária pública no Centro Clínico da Junta de Freguesia de Benfica onde fazia a recepção aos utentes e que posteriormente foi estudar para poder subir de categoria, situação que conseguiu em 2018, ano em que alcançou a posição de Técnica Superior. Agora, aos 59 anos e com uma baixa médica por depressão, desde Junho deste ano, diz sentir-se descriminada. Apesar de estar a receber o vencimento de Técnica Superior, considera que não lhe estão a ser atribuídas as funções adequadas à categoria que detém.

Em resposta à mesma agência noticiosa, a Junta de Freguesia de Benfica respondeu que não está em causa qualquer descriminação ou assédio à trabalhadora em causa e que as queixas de Glória Novais “não correspondem à verdade” já que, na sua qualidade de Técnica Superior, a trabalhadora tem atribuídas “tarefas de índole social, administrativa e institucional”.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close