Início » Dossier, Local, Nacional, Sociedade » Estudo ACP revela hábitos dos portugueses na estrada

São várias as conclusões de um estudo divulgado esta semana pelo Automóvel Club de Portugal (ACP), no que diz respeito aos veículos dos portugueses e aos seus hábitos ao volante.

O primeiro grande estudo feito aos condutores portugueses, conduzido pelo ACP e divulgado esta semana, no dia 23 de Janeiro, revela que os automóveis têm em média mais de 9 anos de idade, que os portugueses conduzem em média 9 mil km por ano, que 3 em cada 4 usa o carro diariamente e que 1 em cada 4 não resiste a usar o telemóvel enquanto conduz.

Mas há mais: 90% dos adultos tem carta de condução e pelo menos um automóvel no seu agregado familiar; 78% dos inquiridos usam o veículo automóvel nas deslocações casa-trabalho e apenas 7% têm como principal meio de mobilidade andar a pé. Os restantes usam uma combinação de meios de transporte colectivo.

A divulgação do estudo foi também pretexto para a apresentação do Observatório ACP, um centro de estudos e debate de temas relacionados com a mobilidade, a segurança rodoviária e os comportamentos dos utilizadores da rede rodoviária.

O estudo propôs-se responder às perguntas: “Quem são os condutores portugueses? Que tipo de veículo utilizam nas suas deslocações? Quantos quilómetros percorrem anualmente? Que percepção têm dos transportes públicos e porque não os utilizam com maior frequência? O que pensam da segurança rodoviária e do estado das estradas? Que medidas defendem?”. Para tal, realizou-se 6560 inquéritos entre Abril e Junho do ano passado a maiores de 18 anos.

Regressando ao tema do uso do telemóvel durante a condução, 53% nunca falam ao telemóvel enquanto conduzem e 27% utilizam sempre o sistema mãos livres; apenas 3% admitem falar normalmente com o telemóvel na mão e 1% falam sempre com o telemóvel na mão.

Sem comentários... Seja o primeiro a comentar!