Início » Cultura, Local » “Verde que te quiero verde” no MAC

O Movimento Arte Contemporânea inaugura esta terça-feira, dia 17 de Outubro, a exposição de Tim Madeira e António Alves da Costa “Verde que te quiero verde”.

Álvaro Lobato de Faria, director coordenador do MAC – Movimento Arte Contemporânea, escreve sobre os autores:

“Nestes tempos, em que as relações muitas vezes se contrapõem, Tim Madeira e António Alves da Costa investem na ligação entre si, no vínculo artístico, complementando-se, completando-se, preenchendo a arte com áreas que também se querem complementares: a pintura e a fotografia. Obras que nos seus modos diversos de concepção e expressão se entrelaçam no conceito que intitula mais uma exposição de ambos, “Verde que te quiero verde”, numa alusão ao poema “Romance sonámbulo” de García Lorca. (…)

Surgem múltiplas interpretações, por serem intrinsecamente livres. Promovem a liberdade imaginativa do espectador, numa fruição que transmite movimento, energia e vida, num movimento a dois – a obra e o espectador -, num claro momento de contemporaneidade. As obras destes dois artistas são obras abertas, onde se pode entrar, usufruir, interpretar de modo infinito.

“Verde que te quiero verde”, patente agora no MAC – Movimento Arte Contemporânea, apresenta um
perfeito equilíbrio entre Tim Madeira e António Alves da Costa, entre a pintura e a fotografia, entre a
intensidade da pincelada e a sensibilidade da imagem.”

A exposição estará patente até 11 de Novembro no MAC, na Av. Álvares Cabral, n.º 58-60, Lisboa.

Sem comentários... Seja o primeiro a comentar!