LocalNacionalOutras

Sete dias de luto pela vítima mortal no acampamento de Escuteiros

O CNE (Corpo Nacional de Escutas) decretou sete dias de luto depois de um acidente ter causado a morte a uma jovem escuteira no ACANAC.

Madalena Seixas, a menina que faleceu esta segunda-feira, dia 30 de Julho, na sequência de um atropelamento na zona de São Jacinto, em Aveiro, vivia em Queijas, concelho de Oeiras, onde frequentava o Agrupamento de Escuteiros 774. Era naquela zona de Aveiro que decorria o Acampamento Nacional de Verão do CNE, reunindo milhares de jovens escuteiros.

“O Movimento Escutista e o Corpo Nacional de Escutas ficaram hoje mais pobres pela partida de uma exploradora do agrupamento 774 Queijas da região de Lisboa para o acampamento eterno, vítima de um trágico acidente”, pode ler-se no comunicado do CNE, que “manifesta à família, amigos e agrupamento as suas sentidas condolências e solidariedade neste momento de tristeza e dor”.

O luto oficial nacional prolonga-se por um período de sete dias, a contar desta quarta-feira, 1 de Agosto.

 

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Close