DestaqueNacional

“Refugiado” é a palavra do ano

resized_palavra do ano2Os portugueses escolheram: “refugiado” é a palavra do ano em 2015, reunindo 31% dos votos contabilizados.

Esta é uma iniciativa anual da Porto Editora, que começou a querer saber qual seria a palavra do ano em 2009. Volvidos 7 anos, a temática da crise migratória acelerada pelos conflitos mundiais domina as escolhas dos votantes.

Foi na Biblioteca Municipal José Saramago, em Loures, que o anúncio foi feito, tendo marcado presença Rui Marques, da Plataforma de Apoio aos Refugiados. Ficámos a saber que participaram nesta votação mais de 20 000 pessoas, através do endereço www.palavradoano.pt.

Depois da palavra “refugiado” ficaram “terrorismo” (em segundo lugar, com 17% dos votos) e “acolhimento” (em terceiro lugar, com 16% dos votos). Seguem-se as palavras “esquerda” (8% dos votos) “drone” (7%), “plafonamento” (6%), “bastão de selfie” (5%), “festivaleiro” (4%), “Superalimento” e “Privatização” (3%).

Recordamos ainda as palavras vencedoras das anteriores edições da iniciativa:

– “Esmiuçar”, em 2009

– “Vuvuzela”, em 2010

– “Austeridade”, em 2011

– “Entroikado”, em 2012

– “Bombeiro”, em 2013

– “Corrupção”, em 2014

 

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close