Sociedade

Muita música no Festival Marvila Tejo 2019

A música foi o prato forte da primeira edição do Festival Marvila Tejo, com estilos para todos os gostos no recinto da Escola Dom Dinis!

Entre 6 e 8 de Junho, o campo de jogos exterior da Escola Secundária D. Dinis foi o palco escolhido para um festival que celebrou o imenso talento musical da Freguesia, organizado pela Junta de Freguesia de Marvila.

Houve muito hip hop, soul e R&B, mas também música popular portuguesa, uma actuação da tuna da casa e as sonoridades tipicamente brasileiras do mundo da capoeira. Todos estes sons se fizeram ouvir num recinto onde havia muito por onde escolher para matar a fome, com as gulodices típicas das rulotes das festas, nomeadamente as farturas, os churros e os waffles.

A primeira noite ficou por conta de Quim Barreiros, depois de o público já ter sido “aquecido” pela actuação da Estudantina Académica do ISEL. Até o presidente da Junta de Freguesia de Marvila, José António Videira, subiu ao palco, recebeu uma capa negra e acompanhou os acordes dos estudantes de Engenharia. Ao microfone, o autarca congratulou-se pelo sucesso do certame que chegou a estar ameaçado pela chuva e pelo vento e convidou todos os presentes a divertir-se em família.

Voltando ao mestre da música popular portuguesa, Quim Barreiros tomou o palco para revisitar os maiores êxitos da sua carreira – claro que não faltam “A Cabritinha”, “A Garagem da Vizinha”, “O Mestre da Culinária”, “O Melhor Dia pra Casar” e todas as outras que o povo tão bem conhece. A boa disposição continuou no dia seguinte, com o marvilense Matay a brindar o público com a sua excelente voz. O talento do artista que ficou em segundo lugar no mais recente Festival da Canção foi confirmado uma vez mais, se dúvidas ainda subsistiam quanto à sua qualidade. Neste dia, também houve zumba para todos e uma actuação do grupo da Capoeira Beija-Flor, com quem o EXPRESSO do Oriente faz uma grande reportagem nesta edição do mês de Junho.

Já no sábado, último dia do festival, chegou a ver de vários artistas da terra se apresentarem. Durante a tarde, houve uma homenagem aos Mc´s Beto de ghetto, Snake e G.Q (Barbosa), com a participação de vários músicos e ainda os artistas Ne Jah, Dj Liu One e Yasmine. O Festival Marvila Tejo encerrou com as misturas do DJ Sulivelli e deixou uma excelente imagem para, quem sabe, repetir já no próximo ano!

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close