Desporto

Espanhóis conquistam Mundial de Snipe em Cascais na última regata

No quinto e último dia do Campeonato Mundial de Snipe, em Cascais, três tripulações foram para a água com fortes possibilidades de serem coroados Campeões Mundiais.

Os americanos Ernesto Rodriguez/Kathleen Tocke partiram para o último dia com 6 pontos de vantagem sobre os brasileiros Alexandre Paradeda/Gabriel Kieling e 7 sobre os espanhóis Alfredo Gonzalez/Cristian Sanchez, que, até aí, tinham estado a liderar o campeonato.

Com apenas uma regata programada para o dia, a última do campeonato, a equipa de Alfredo Gonzalez e Cristian Sanchez terminou-a em 4.º, conquistando assim o título mundial tão desejado, com 34 pontos.

Na hora das declarações, Alfredo Gonzalez destacou o papel do treinador, Carlos Llamas, Campeão Europeu de Snipe em 1992 e 1978, e comentou a tática para hoje “estabelecemos antecipadamente uma estratégia do início ao fim. No início quisemos intimidar os rivais e na largada fizemos “match racing” [tática de cobrir o adversário, tentando prejudicá-lo] com os americanos e depois foi uma questão de ultrapassarmos os brasileiros e navegarmos livres”.

Já a equipa de Alexandre Paradeda/Gabriel Kieling cortou a chegada em 8º e Ernesto Rodriguez/Kathleen Tocke em 15º, o que fez com que terminassem empatados, ambos com 38 pontos. Com o critério de desempate a entrar em jogo – quem tivesse mais primeiros lugares ficava em vantagem – a dupla brasileira sagrou-se Vice-Campeã Mundial, pela segunda edição consecutiva.

Nos portugueses, Henrique Brites/Francisco Maia cumpriram o seu objectivo de terminar o campeonato no top10, classificando-se em 8.º lugar, depois de terminarem esta última regata em 5.º.

Mafalda Pires de Lima, com o espanhol Jaime Urdangaray à proa, terminou à porta do top10, em 11º lugar.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close