Início » Cultura, Destaque » Museu do Oriente ensina a tocar flauta japonesa

Para quem quer aprender a tocar um novo instrumento, ou aprofundar os seus conhecimentos, o Museu do Oriente organiza, de 10 a 14 de Setembro, um curso intensivo de iniciação ao Shakuhachi, a flauta tocada pelos monges-samurais do Japão feudal.

Também utilizado para a prática de uma forma particular de meditação, o Suizen, o shakuhachi é uma flauta de bambu cujo repertório original, designado Honkyoku, foi recolhido no século XVIII por Kinko Kurosawa I, que percorreu todo o Japão para o efeito e sistematizou a sua notação. É hoje uma componente fundamental da música clássica japonesa e desperta um crescente interesse junto de músicos e públicos de todo o mundo.

Este curso aborda os princípios básicos de produção sonora, as dedilhações básicas e os fundamentos do complexo sistema de notação do shakuhachi, através de canções tradicionais japonesas e uma peça do repertório Honkyoku de menor complexidade.

O curso é orientado por César Viana, que estuda shakuhachi desde 2002 e é discípulo de Keisuke Zenyoji, uma das maiores autoridades deste instrumento, herdeiro de linhagens que vão até ao próprio Kinko Kurosawa I.

Mais informações em www.museudooriente.pt

Sem comentários... Seja o primeiro a comentar!