DestaqueNacional

Comemorações dos 70 anos da NATO

O Padrão dos Descobrimentos foi o pano de fundo para as comemorações do 70.º aniversário da NATO, que decorreram esta quinta-feira, dia 4 de Abril.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que é o Comandante Supremo das Forças Armadas, juntou-se aos chefes militares e ao presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, num momento que impressionou pela parada militar e pela passagem dos caças F-16 da Força Aérea. O Governo fez-se representar pela secretária de Estado da Defesa Nacional, Ana Santos Pinto, já que o primeiro-ministro estava na Assembleia da República, no debate quinzenal, o ministro da Defesa na Polónia e o ministro dos Negócios Estrangeiros na reunião da própria NATO, em Washington.

A cerimónia contou com representantes dos 29 países que integram a NATO e evocou a criação da Organização do Tratado Atlântico Norte, fundada a 4 de Abril de 1949, na capital dos Estados Unidos da América. Portugal faz parte do lote restrito de doze países que assinaram o Tratado nessa data.

Marcelo Rebelo de Sousa, no seu discurso, salientou a natureza defensiva da Aliança Atlântica e a sua vocação para a defesa dos direitos humanos, lembrando o papel que a organização tem tido na estabilização de diversos conflitos à escala global. O Presidente da República também destacou o empenho de Portugal nas operações da NATO e a sua posição de aliado “leal, dedicado e competente”.

Recorde-se que os contingentes portugueses nas operações da NATO ascendem aos 1112 militares em 2019, presentes na Bósnia, Kosovo, Roménia, Iraque, Afeganistão, no Mar Mediterrâneo e no Oceano Índico, alem do policiamento aéreo do Báltico, na Islândia e região do Mar Negro, integrando forças da Marinha, Exército, Força Aérea e Guarda Nacional Republicana.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close