CulturaDestaque

Casa do Brasil de Lisboa inaugura Cineclube

A Casa do Brasil de Lisboa, sediada no Bairro Alto, inaugura no próximo dia 8 de Janeiro um ciclo de cinema que marca o início do seu Cineclube.

Conforme pode ler-se no evento criado pela página de Facebook da Casa do Brasil de Lisboa (CBL), o Cineclube tem como objectivo “estimular os seus associados e o público em geral a ver, discutir e reflectir sobre o cinema”. A descrição adianta ainda que “O Cineclube é idealizado, criado por nossa associada Lídia Ars Mello, que será a programadora, curadora dos filmes durante o ano de 2020. Lídia Mello é brasileira, e Pós-doutoranda em Estudos Fílmicos na Universidade de Coimbra”.

As sessões de cinema, à quarta-feira, pelas 19h30, sempre com entrada gratuita, serão comentadas por profissionais de cinema e dos direitos humanos que tenham afinidade com os filmes, e sempre seguidas de debates com os espectadores, segundo a CBL.

Para as quatro quartas-feiras do mês de Janeiro estão previstas as seguintes exibições, todas obras contemporâneas do ramo documental, realizadas por mulheres e com cariz político: “Os dias com ele” (2014) – 8 de Janeiro; “Marighella” (2011) – 15 de Janeiro; “Retratos de identificação” (2014) – 22 de Janeiro; “Setenta” (2013) – 29 de Janeiro.

Maria Clara Escobar, realizadora de “Os dias com ele”, que aborda a história do seu pai, o opositor político da ditadura militar brasileira e radicado em Aveiro, Carlos Henrique Escobar, estará presente na sessão inaugural.

A programação de Fevereiro a Dezembro vai abordar temas relacionados com a imigração.

Mais informação aqui.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close