Início » Educação, Sociedade » Alunos debatem consumo de substâncias com especialista

Por iniciativa da Junta de Freguesia do Beato, os alunos das EB 2,3 Luís António Verney e das Olaias receberam uma especialista que orientou uma sessão sobre o consumo de substâncias.

Quando falamos de substâncias referimo-nos às substâncias psicoactivas, que incluem as drogas (incluindo as presentes em medicamentos), o álcool e o tabaco.

O pretexto foi o da Semana da Juventude e do Dia Mundial da Actividade Física, mas o objectivo alargado era o da prevenção em meio escolar e também o de maior informação dos alunos para promover escolhas e comportamentos informados.

A psicóloga Valentina Chitas visitou algumas turmas de 9.º ano e CEF dos dois estabelecimentos escolares, acompanhada das técnicas da Educação da Junta de Freguesia e de um representante do Executivo. A especialista está ligada ao do Centro de Respostas Integradas (CRI) de Xabregas, onde lida directamente com pessoas toxicodependentes, e é perita em comportamentos de risco na adolescência.

O EXPRESSO do Oriente esteve presente numa das sessões, observando de perto o interesse dos alunos nos temas abordados. As diferenças entre as drogas mais consumidas foram as principais dúvidas colocadas pela turma, mas foi a discussão sobre os sintomas e as consequências (físicas e psicológicas ou psicossociais) que mais tempo durou.

Uma das desconstruções operadas pela psicóloga convidada foi a noção de que não é possível ao consumidor saber com certeza aquilo que está a consumir, independentemente do grau de confiança que tem na pessoa que lhe transmitiu a substância. Explicou também que há uma procura crescente de ajuda entre os consumidores das antigamente chamadas “drogas leves” (uma nomenclatura que está a ser progressivamente abandonada, por transmitir uma ideia errada), como os canabinóides. A especialista focou-se ainda nos malefícios do consumo excessivo de álcool, lembrando os comas alcoólicos frequentes nos adolescentes.

Contas feitas, os alunos aprenderam o que é o THC da cannabis e a diferença entre substâncias depressoras e estimulantes, entre tantas outras coisas, e puderam ver respondidas as dúvidas que traziam.

Sem comentários... Seja o primeiro a comentar!