Reportagem

Ranchos e concertinas invadem a Praça do Comércio

Uma grande festa regionalista trouxe um cheirinho de Castro Daire até à capital, em mais uma edição da iniciativa “Castro Daire Abraça Lisboa”.

Os turistas adoraram, os lisboetas que por acaso passeavam pelo Cais do Sodré e pelo Terreiro do Paço também… Afinal de contas, não é todos os dias que uma multidão de homens, mulheres e crianças trajados a rigor, com ferrinhos, tambores e concertinas, cestos à cabeça e outros adereços, desfilam naquela zona nobre da cidade de Lisboa!

Mas foi isto que aconteceu no dia 19 de Maio, por iniciativa da Casa do Concelho de Castro Daire, sediada em Marvila. No desfile participaram o Rancho Folclórico e o Grupo de Concertinas da Casa de Castro Daire, a Banda de Música dos Bombeiros Voluntários daquela cidade, e ainda três Ranchos Folclóricos convidados, vindos das Termas do Carvalhal, da ADCR Relvense e o Grupo de Cantares de Montemuro – Mezio.

Esta gente toda, orgulhosa das suas raízes e das suas tradições desfilou na zona ribeirinha e exibiu-se tocando, cantando e dançando bem junto à estátua do centro da Praça do Comércio, perante os aplausos do presidente da Câmara de Castro Daire, Paulo Almeida, do vogal da Cultura da Junta de Freguesia de Marvila, Joaquim Brito, e dos dirigentes das várias colectividades, além do numeroso público que se juntou e que não parou de filmar e fotografar!

Contudo, a festa não se fez só deste desfile: no dia anterior, a Mata do Vale Fundão tinha acolhido uma tarde inteira de concertinas e cantares ao desafio, bem como uma noite de bailarico; e na própria tarde de domingo, o evento prosseguiu com uma mostra de produtos castrenses, com destaque para o fumeiro de qualidade superior que não deixa ninguém desiludido…

Orgulho nas raízes

Para Joaquim Brito, a iniciativa Castro Daire Abraça Lisboa é um momento “muito importante ano após ano, para Marvila mas também para a cidade de Lisboa”. Recordando a grande representação daquele concelho na sua freguesia, o vogal considerou “muito enriquecedor” que a capital possa “conhecer e valorizar a cultura e as tradições dos vários pontos do país”, correspondendo a “um esforço em que se empenham as várias casas regionais. Esta festa é ainda mais especial este ano, visto que se comemoram os 60 anos da freguesia de Marvila. O vogal concluiu classificando como “muito meritório e digno do nosso louvor” o trabalho desenvolvido pela Casa do Concelho de Castro Daire.

Ao nosso Jornal, o edil do concelho em destaque referiu: “É a primeira vez que aqui estou neste evento, até porque sou presidente há pouco tempo, mas não podia deixar de marcar presença. Há uma grande comunidade oriunda de Castro Daire que saiu em busca de uma vida melhor mas que manteve sempre a sua ligação à terra. É da mais elementar justiça salientar o trabalho que a Casa do Concelho tem feito em Lisboa, na promoção das nossas tradições e cultura”.

Quando referimos a grande representação de jovens e crianças no evento, Paulo Almeida afirmou ainda ser “fantástico ver que as gerações mais novas permanecem ligadas a Castro Daire através das actividades como as concertinas, o rancho ou o futebol”. “É realmente um grande abraço que liga estas duas cidades e que consiste, no fundo, no convite a uma visita para conhecer melhor Castro Daire”, concluiu o autarca.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close