DossierLocal

Metro renova bancos das carruagens

O Metropolitano de Lisboa anunciou que vai renovar os interiores de toda a sua frota de material circulante, substituindo os bancos de tecido pelos bancos de cortiça.

A substituição não será imediata, mas gradual: os actuais bancos com forro de tecido vão dar lugar a bancos semelhantes, mas revestidos com um compósito de cortiça, um material que a empresa descreve como “um produto de origem nacional, com custo inferior, mais fácil de manter e amigo do ambiente”. O Metropolitano de Lisboa também adianta que será mais perceptível a sua textura e a sua cor natural.

Desde 2013 que circulam seis carruagens com cerca de 200 bancos de cortiça “a título experimental”; ao longo de 2020, passarão a ser todas as carruagens da frota do Metro, ao ritmo de duas unidades triplas por semana.

A durabilidade prevista para os novos bancos com revestimento de cortiça é estimada em 15 anos (superior à dos bancos de tecido).

Completando a lista de vantagens descrita pela transportadora, os bancos revestidos a cortiça são também mais fáceis de limpar.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close