CulturaSociedade

Fado na Sala de Convívio do Lote 398

O Lote 398 da Rua Vila de Catió, nos Olivais, é reconhecido pelo seu amplo dinamismo cultural. Recentemente, a sua Sala de Convívio foi palco para uma sessão sobre fado.

Carlos Baleia e Daniel Gouveia foram os convidados de honra desta sessão que teve casa completamente cheia.

Daniel Gouveia é fadista, compositor, letrista e escritor, além de consultor literário, e ainda membro da Academia da Guitarra Portuguesa e do Fado. Carlos Baleia é actor, escritor, dramaturgo e poeta. Com muito teatro nas pernas, na voz e na ponta dos dedos, dedicou-se a escrever poemas de fado desde há alguns anos, e assim nasceu uma co laboração bastante profícua, já com 15 anos.

Depois de uma breve apresentação pelo anfitrião, Fernando Murta Rebelo, a dupla de oradores revelou aos olivalenses tudo sobre o processo criativo por detrás da edição do seu mais recente álbum, apenas disponível por encomenda directa (“Cabelos brancos e não só”), através de e-mail (carbal@sapo.pt).

Ficámos a saber que “um letrista de fado reduz o léxico ao que as pessoas dizem no dia-a-dia”. As palavras utilizadas têm de encaixar na narrativa própria da pessoa comum, provocar uma identificação no plano das emoções, mais do que a carga poética e o sentido profundo que transportam. Também ficámos a saber que antigamente gravar um álbum era uma história muito mais complicada, tendo de se repetir a cada erro da voz ou da guitarra; agora é mais fácil: o técnico corta aqui, cola ali, afina este tom e aquele meio tom, e está feito!

Recomendamos o álbum desta experiente dupla e recomendamos as iniciativas culturais da Sala de Convívio do Lote 398! Procure também “Lisboa em vários tons”, igualmente de Daniel Gouveia e Carlos Baleia, com a colaboração de artistas de renome.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Close