DestaqueDossier

Quase 750 árvores para o Eixo Central

resized_arvoreA Câmara Municipal de Lisboa vai plantar 741 novas árvores no Eixo Central, que surgirão no lugar das existentes.

O Município identificou até as espécies que vão surgir no perímetro da intervenção: “Quando a obra estiver pronta, as 741 novas árvores plantadas, entre freixos, tipuanas, plátanos e jacarandás, serão em número substancialmente maior do que é o actual: 169”. Das árvores até aqui presentes no eixo que está a ser alvo de profunda requalificação, 15 serão abatidas e 30 serão transplantadas para outras zonas da cidade. As restantes 124 mantêm-se, pelo que o Eixo Central passará a contar com 865 árvores, segundo contas da Câmara.

O anúncio segue-se a uma queixa de um grupo de cidadãos da Plataforma em Defesa das Árvores, que dava conta de abates de árvores na Avenida Fontes Pereira de Melo. A Plataforma questiona a opção pelo “abate puro e simples”, assinalando que “os benefícios das árvores adultas não são comparáveis aos das jovens árvores”. O movimento lançou mesmo uma petição online onde requer “a salvaguarda de todo este imenso Património Arbóreo, com a sua inclusão e preservação, no denominado Projecto de Requalificação do Eixo Central”.

Recorde-se que a requalificação do Eixo Central, que teve início em Maio deste ano e que se prolongará pelos próximos oito meses, abrange a Av. Fontes Pereira de Melo, Picoas, o Saldanha e a Av. da República, prevendo o alargamento dos passeios e a criação de zonas verdes e de estadia, além do reordenamento do estacionamento e da repavimentação das vias. Também surgirá uma ciclovia bidireccional para promover meios de transporte suaves. O projecto surgiu no âmbito do programa “Uma praça em cada bairro”.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close