Destaque

EMEL suspende pagamento de estacionamento

A EMEL não vai fiscalizar os tickets de estacionamento até 9 de Abril, mas vai permanecer atenta ao estacionamento abusivo.

A suspensão do pagamento do estacionamento era pedida cada vez com mais insistência pelos lisboetas nas redes sociais e também por alguns deputados municipais, e vai mesmo ser uma realidade: a Câmara Municipal de Lisboa confirma que o estacionamento à superfície deixa temporariamente de ser pago e os parques subterrâneos abrem as portas de forma gratuita para os residentes portadores de dístico.

O comunicado faz referência ao “cenário de pandemia COVID 19” e enumera os motivos da decisão: o facto de os residentes não saírem de casa resulta na imobilização dos seus veículos, sendo que possivelmente muitos não terão dístico; a quebra de procura pelo transporte público pesado reduz a pressão nos lugares de estacionamento das zonas residenciais junto às estações; e muitos dos trabalhadores essenciais que continuam a deslocar-se para os seus empregos podem optar preferencialmente pela viatura própria, alterando a rotina.

Assim, deixa de haver fiscalização ao pagamento nas chamadas “Zonas de Estacionamento de Duração Limitada” e os veículos com dístico de residente podem estacionar gratuitamente nos parques de estacionamento da EMEL, desde que residam na área de implantação desse parque e desde que a capacidade não esteja esgotada com as avenças. Adicionalmente, os dísticos que expirem enquanto durarem estas medidas continuam a ser considerados válidos até 30 de Junho e os titulares de avenças nocturnas Empark são automaticamente estendidas para avenças 24h, sem custos adicionais.

No entanto, não se esqueça: a suspensão do pagamento não significa que pode estacionar onde não deve. A EMEL vai continuar a fiscalizar e rebocar veículos (deixa de os bloquear) estacionados em lugares de cargas e descargas, paragens, zonas exclusivas a residentes, ou a tapar a passagem de veículos de emergência ou entrada e saída de garagens e acessos.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close