CulturaLocal

“A Repartição” de Pedro Chagas Freitas no ORIENTE-SE

O ORIENTE-SE – Festival de Teatro Amador recebe a estreia da peça “A Repartição”, do Teatro Coelima, este sábado, 27 de Outubro.

A adaptação para teatro da obra de Pedro Chagas Freitas é apresentada a partir das 21h30, no Auditório Fernando Pessa, Casa dos Direitos Sociais, em Marvila, e conta com a presença do autor do livro.

Conforme destaca o Teatro Contra-Senso, o grupo de teatro anfitrião deste festival de teatro amador que já vai na sua segunda edição, Pedro Chagas Freitas é natural de Guimarães, tal como o Teatro Coelima. O texto remete-nos para uma Repartição de Finanças, numa sátira dos tempos modernos, onde nem tudo é o que parece.

O ORIENTE-SE prolonga-se até 3 de Novembro, acolhendo cinco grupos oriundos de várias zonas do País. O actor Marcantonio del Carlo é o padrinho da segunda edição do ORIENTE-SE e o EXPRESSO do Oriente falou com o simpático actor na primeira representação do festival, numa reportagem que pode ler de novo aqui.

A REPARTIÇÃO

Um homem é chamado para uma inspecção numa sombria Repartição de Finanças. É lá que se inicia uma viagem sem retorno pelos mais obscuros segredos, pelos mais íntimos medos, pelos mais imorais desejos. Afinal de contas, o que acontece na Repartição fica na Repartição.

“A Repartição” é uma adaptação para teatro do livro com o mesmo título, escrito por Pedro Chagas Freitas, autor natural de Guimarães, tal como o Teatro Coelima. Um livro carregado de ironia, mas também de emoção. Uma sátira dos tempos modernos, em que nem tudo é o que parece. Mas alguma vez o é? “Prometo amar-te na saúde, na doença e na dívida fiscal.”

60 min. | M/12

Historial do Teatro Coelima

Em 1977, o Teatro Coelima foi integrado no Centro Cultural e Desportivo Coelima, resultado da vontade e da conjugação de esforços dos trabalhadores da Coelima Indústrias Têxteis S. A. Desde então, são muitas as peças e os palcos que fazem a história deste grupo. No ano de 2010 chega a primeira internacionalização, com a participação no Festival Internacional de Teatro de Vedra, em Espanha. Por altura da comemoração dos 40 anos de vida, o Teatro Coelima cria a sua própria natureza jurídica e surge a Sol no Miral – Associação Cultural, sendo esta instituição um dos principais agentes culturais na vila de Pevidém.

Ficha técnica e artística

Texto a partir de “A Repartição” de Pedro Chagas Freitas | Encenação: Rui Fernandes | Assistente de encenação: Maria Helena Faria | Interpretação: Zé Miguel Torres, Pedro Araújo | Operação técnica: Tiago Pedroso | Desenho de luz: Fernando Oliveira | Figurinos: Susana Abreu | Cenografia: Ricardo Preto | Assistente de produção: Joana Maria | Fotografia: Paula Preto 

Metro: Bela Vista

Autocarros: 755, 794

Coordenadas GPS: N 38.7504466 W -9.1202096

Bilhetes: 3€ | Grátis até aos 3 anos

Não é permitida a entrada após o início do espectáculo.

Reservas

E-mail: reservas@contrasenso.com

SMS: 96 245 11 19 – 91 521 80 02

Ver mais

Artigos relacionados

Veja também

Close
Close