Cultura

Videoteca Municipal de Lisboa completa 30 anos

Para assinalar os seus 30 anos, a Videoteca inaugurou, no dia 2 de Junho, a exposição “Videoteca Municipal de Lisboa – 30 anos”.

A mostra apresenta uma cronologia que destaca os momentos altos da actividade deste equipamento cultural e alguns dos equipamentos audiovisuais que fizeram parte da sua história, e que podem ajudar o visitante a acompanhar a evolução tecnológica a que se assistiu ao longo das últimas três décadas.

Volvidos 30 anos, e assistindo-se à democratização do acesso/uso dos audiovisuais, a Videoteca adaptou-se aos novos tempos continuando a prosseguir a sua missão: o arquivo e salvaguarda da memória viva da cidade, através da recolha e salvaguarda de imagens em movimento e de filmes de arquivos familiares, da produção de vídeos sobre temas, pessoas e acontecimentos relacionados com Lisboa, como por exemplo, “Ophiusa – Uma cidade de Fernando Pessoa”, “Varinas – um símbolo de Lisboa”, “A Paisagem de Artur Pastor”, e mais recentemente “A Arte no Livro”, um documentário sobre uma histórica oficina de encadernação do Bairro Alto.T

Recorde-se que a data de 2 de Junho de 1992 marca a abertura deste equipamento municipal de vanguarda na cidade e no país. Sonhado pelo então vereador da Cultura, João Soares, e inspirado na Vidéothèque de Paris que havia visitado, António Cunha, à data presidente da FPCA (Federação Portuguesa de Cinema e Audiovisuais) e um dos principais organizadores do Festival Audiovisual de Lisboa, assumiu a coordenação do projecto e tornou-o uma realidade na capital portuguesa.

Com entrada livre, esta exposição pode ser visitada de Segunda a Sexta-feira, entre as 10:00 e as 17:00 horas, de 3 de Junho de 2022 a 2 de Junho de 2023.

Mais informações: Arquivo Municipal de Lisboa – Notícias – Videoteca assinala 30 anos a recolher a memória da cidade (cm-lisboa.pt) 

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close