Nacional

Operação Atalanta, Portugal comanda Força Naval Europeia

O Comodoro Diogo Arroteia, da Marinha Portuguesa, apoiado por um Estado-Maior constituído por cinco militares também deste ramos das Forças Armadas, irá comandar a Força Naval Europeia – Operação Atalanta (EUNAVFOR – Somália), entre os meses de Dezembro de 2020 e Março de 2021, na área do Corno de África e Oceano Índico.

No âmbito das excelentes relações bilaterais existentes entre Espanha e Portugal, os militares da Marinha Portuguesa vão estar embarcados a bordo do navio-chefe da força, o ESPS Reina Sofia, da Armada Espanhola, e durante 4 meses, serão responsáveis por comandar, controlar e coordenar toda a actividade operacional da Operação Atalanta, incluindo os navios e as aeronaves atribuídas à missão.

Estes militares portugueses irão realizar uma fase de integração, a bordo do navio-chefe, até à data de assunção do comando da EUNAVFOR – Somália, em 2 de Dezembro.

A EUNAVFOR – Somália tem como finalidades proteger os navios do Programa Alimentar Mundial (WFP) e toda a navegação considerada vulnerável, assim como, prevenir actos de pirataria e de roubo no mar.

A força terá ainda, como missão, monitorizar as actividades de pesca na costa da Somália e apoiar outras missões da União Europeia e de Organizações Internacionais sediadas na Somália, com vista a melhorar a segurança marítima na região.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close