Destaque

Noite da Gala assinala os 60 anos da Estoril Sol

A 31 de Outubro, o Salão Preto e Prata acolhe a celebração dos 60 anos da Estoril Sol, com um desfile de Agatha Ruiz de La Prada e um concerto exclusivo de Chris de Burgh.

Fundada em 1958, a Estoril Sol celebra o seu 60.º aniversário com um programa festivo, no próximo dia 31 de Outubro, no Casino Estoril. Em noite de Gala, o Salão Preto e Prata acolhe às 21 horas, um desfile de Agatha Ruiz de la Prada, seguindo-se, pelas 21h30, um jantar dançante com a Orquestra Jorge Costa Pinto. A noite prossegue, a partir das 23 horas, com um concerto exclusivo de Chris de Burgh e estende-se, até de madrugada, com a actuação do dj Rodrigo d’Orey.

Com um posicionamento ímpar na área do turismo e no sector do jogo, a Estoril Sol distingue-se pelo seu inestimável contributo de apoio às artes, à cultura, ao espectáculo, às Letras, à solidariedade social, entre outras relevantes iniciativas que consolidaram, ao longo dos anos, uma relação profunda com a sociedade portuguesa.

Foi em 1958 que o Governo de Salazar colocou a concurso a concessão da exploração de jogos de fortuna e azar da zona exclusiva do Estoril. A Estoril-Plage, até então detentora da concessão do Casino Estoril, da família herdeira de Fausto Figueiredo, não se candidatou. Criada para o efeito, nesse ano, pelo empresário José Teodoro dos Santos, a Estoril Sol ganhou a concessão.

Agatha Ruiz de la Prada

A Estoril Sol passou a gerir o velho Casino e fez uma forte aposta em vários eventos culturais e desportivos, como, por exemplo, as batalhas de flores no Parque do Estoril, corridas de automobilismo, exposições, partidas de ténis, feiras de artesanato. Começou a organizar o Carnaval nos Jardins do Casino, que ganhou dimensão internacional ao contar, logo na primeira edição, com a participação de Maurice Chevalier e de Pierre Balmain. Sucederam-se anos de muita folia, com carros alegóricos desenhados para o efeito. Um deles, com uma girafa criada por Salvador Dalí, tornou-se icónico, ficando vários anos exposto em frente ao Casino Estoril.

Em 1965, foi inaugurado o Hotel Estoril Sol. O edifício de 21 andares e 404 quartos foi considerada a maior unidade hoteleira do país e fazia parte de uma das contrapartidas da atribuição da concessão à Sociedade Estoril Sol. Tal como a construção de um “novo” Casino Estoril, cuja obra viria a ficar concluída em 1968.

Em 1984, a Estoril Sol venceu o concurso público para explorar a zona de Jogo do Estoril e, em 1987, renovou a concessão por mais 19 anos. A estrutura accionista maioritária da Sociedade Estoril Sol passou a ser representada por Stanley Ho, empresário de Macau que já tinha ligações ao jogo, mas também à região.

Stanley Ho na inauguração do Casino Lisboa

Com uma nova orientação, o Casino Estoril iniciou uma profunda reestruturação que incluiu, de forma faseada, um vasto programa de obras. O projecto, da autoria do arquitecto Fernando Jorge Correia, teve como tema o Preto e Prata. Uma revolucionária filosofia de combinação do espectáculo e do entretenimento com o jogo, tradicional ou em slot-machines, empreendida por Mário Assis Ferreira, marcou uma nova época, sendo reconhecida pelo pioneirismo na originalidade e na ousadia das suas propostas e seguida por outros concessionários em Portugal, para além de se ter transformado num case study internacional.

Como sublinhou, aliás, Stanley Ho, Presidente do Conselho de Administração da Estoril Sol SGPS, na sua intervenção na Gala do cinquentenário da Estoril Sol, em 2008, “O sucesso da transformação conceptual que a Estoril Sol introduziu, desde 1990, nos Casinos portugueses transformou os tradicionais espaços de Jogo em verdadeiros mega centros de oferta de arte e de entretenimento”.

Em 1997, a Estoril Sol adquire o Casino da Póvoa e o Casino Estoril torna-se o maior casino da Europa, visitado anualmente por mais de dois milhões de pessoas, com uma apreciável percentagem de turistas estrangeiros, oriundos das mais diversas nacionalidades. A inauguração do Casino Lisboa aconteceu a 19 de Abril de 2006. Construído no tempo recorde de 11 meses e três semanas, este inovador projecto, assinado pelo Atelier de Arquitectura Fernando Jorge Correia, distingue-se pela sua ousadia conceptual, bem como pelas opções estéticas dos interiores, com soluções funcionais e um layout de cariz vanguardista.

Na área da Literatura, foram criados o prémio Literário Fernando Namora, em 1988, e Revelação Agustina Bessa-Luís, em 2008, e mais, recentemente, em 2016, o Prémio Vasco Graça Moura, reservado a uma personalidade portuguesa, que se tenha notabilizado na área da Cidadania Cultural do País.

Mário Assis Ferreira e Vieira Coelho

Lançada em 2000, a Revista “Egoísta” é uma referência do meio literário, tendo sido já reconhecida com mais de 84 prémios nacionais e internacionais na área do jornalismo, design, edição, criatividade e publicidade, o que a torna na publicação mais premiada da Europa, estando presente no Museu do Louvre como ícone do grafismo no século XXI.

Finalmente, em 2016 é lançado o Jogo Online, uma nova aposta para novos tempos dominados pelo tablet e pelo smartphone.

Com um notável percurso ao serviço do turismo e da cultura, a Estoril Sol cresceu, de forma muito expressiva, nas últimas três décadas, transformando-se na maior empresa no seu segmento da actividade turística em Portugal. É uma das maiores contribuintes líquidas a nível nacional e, seguramente, a maior em termos de apoio financeiro aos concelhos onde está implantada. A Estoril Sol é concessionária dos três mais emblemáticos casinos do país e, designadamente, daquele que é, na actualidade, o maior casino da Europa – o Casino Estoril, sendo o grupo responsável por cerca de dois terços da globalidade das receitas geradas no universo de todos os casinos em operação em território nacional.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Close