Destaque

Movimento contesta edifício de 60 metros em Arroios

Chamam a si próprios Movimento Stop Torre 60m Portugália e com esse nome está tudo dito: contestam a construção de um edifício no quarteirão da Portugália, por considerarem que vai descaracterizar a zona.

O Movimento foi criado esta quarta-feira, dia 15 de Maio, em oposição a um projecto de requalificação do quarteirão da Portugália que se encontra em fase de debate público.

O quarteirão, até ao momento em estado devoluto, poderá dar origem ao Portugália Plaza, um projecto do atelier de arquitectura ARX, que prevê um conjunto de quatro edifícios, entre os quais um mais alto, com 16 pisos – o tal dos 60 metros de altura.

É este o pomo da discórdia, que leva um conjunto de munícipes a falar em descaracterização da zona constituída pela Avenida Almirante Reis e ruas limítrofes, além de provocar o ensombreamento dos edifícios circundantes e prejudicar as vistas dos Miradouros da Penha de França, do Monte Agudo e do futuro Jardim do Caracol da Penha, vencedor de um Orçamento Participativo. Perto de 700 pessoas assinaram uma petição online promovida com o fim de impedir a aprovação da construção desta torre por parte da Câmara Municipal de Lisboa.

No seu site, o Município disponibilizou informação sobre o projecto, que pode ser consultada neste endereço. Também foram promovidas duas sessões de debate público do projecto: a primeira teve lugar esta quinta-feira, dia 16 de Maio, na Ordem dos Arquitectos; a segunda está marcada para a próxima terça-feira, dia 21 de Maio, pelas 18h30, no Mercado Forno do Tijolo, Freguesia de Arroios.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close