Início » Dossier, Local, Outras » Bicicletas partilhadas já são uma realidade

Já entrou em funcionamento o sistema de bicicletas partilhadas de Lisboa – Gira, com as primeiras 100 bicicletas no Parque das Nações.

O primeiro dia de funcionamento foi assinalado esta terça-feira, dia 19 de Setembro, depois de três meses de testes.

Para as primeiras 100 bicicletas, que estão todas no Parque das Nações, a adesão varia entre 10 euros por dia e 25 euros por ano, de acordo com a EMEL, promotora do projecto. As modalidades de adesão incluem um passe diário (10€), um passe mensal (15€) e um passe anual (25€).

São 10 as estações instaladas no Parque das Nações, com uma capacidade total de 100 bicicletas. Faseadamente, serão acrescentadas novas estações, até perfazer as 140 estações e 1410 bicicletas que compõem o sistema, segundo explica a empresa.

A EMEL divulgou ainda a distribuição geográfica das estações de bicicletas: 92 no planalto central da cidade, 27 na baixa e frente ribeirinha, 15 no Parque das Nações e seis no eixo entre as avenidas Fontes Pereira de Melo e da Liberdade.

Quanto ao modelo de funcionamento, já é conhecido do público: os interessados devem fazer o download da app Lisboa Bike Sharing, que torna possível o acesso à rede de bicicletas.

Além dos valores que correspondem à subscrição do serviço (os tais passes diário, mensal e anual), os utilizadores devem pagar as tarifas de utilização.

De acordo com a EMEL, a fase de testes concluiu-se com um total de 1600 utilizadores, que fizeram  cerca de 21 mil viagens, percorrendo uma distância superior a 40 mil quilómetros.

Sem comentários... Seja o primeiro a comentar!