Destaque

Parlamento: linha circular do Metro é para suspender

A Assembleia da República aprovou na sexta-feira passada, 5 de Julho, uma recomendação que defende a suspensão do plano de expansão do Metro de Lisboa, que apontava para a criação de uma linha circular.

A recomendação do PSD foi aprovada através de votação na generalidade e contou com os votos favoráveis de todas as bancadas parlamentares, excepto a do PS, que se absteve.

Na prática, o documento advogava a suspensão da criação de uma linha circular que encurtasse a Linha Amarela (passando a circulação desta linha a realizar-se apenas entre Odivelas e Telheiras) e pedia a realização de estudos de viabilidade económica outras expansões: Linha Amarela até Alcântara, Linha Vermelha até Lisboa ocidental; expansão da rede para o concelho de Loures.

Na sequência da aprovação na generalidade, a recomendação baixará à Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas.

Foram ainda aprovadas recomendações do PEV, do PCP e do BE para a expansão do Metro até ao concelho de Loures, mas que não requerem a suspensão do projecto de linha circular.

Recorde-se que o Governo tinha apresentado um plano de expansão do Metro de Lisboa que previa duas novas estações na ligação entre o Rato e o Cais do Sodré: as estações da Estrela e de Santos. Estas novidades estavam orçadas em 210 milhões de euros, a investir até 2023. Dos projectos iniciais ficavam de fora outras duas novas estações sem data definida: as das Amoreiras e de Campo de Ourique.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close