Destaque

Ligação Barreiro-Lisboa parada por motivo de greve

O transporte fluvial entre o Barreiro e Lisboa esteve quase completamente paralisado esta segunda-feira, 8 de Julho. A paralisação prolonga-se até quarta-feira, 10 de Julho.

Foram apenas efectuadas as viagens correspondentes aos serviços mínimos, ou seja, duas carreiras em cada margem (00h30 e 5h05 no Barreiro, 1h e 5h30 no Terreiro do Paço).

O motivo da paralisação prende-se com a greve dos mestres da Soflusa, que reivindicam o melhores condições salariais. A adesão foi de 100% esta segunda-feira, dia 8 de Julho (18 mestres).

Em declarações à Lusa, fonte do Sindicato dos Transportes Fluviais, Costeiros e da Marinha Mercante (STFCMM) adiantou que seriam prejudicados diariamente, e até à meia-noite de quarta para quinta-feira, 32 mil passageiros que utilizam a ligação fluvial para chegar ao emprego em Lisboa.

A Soflusa fretou autocarros para efectuar a ligação entre o Terminal do Barreiro e o do Seixal e aumentou o número das carreiras fluviais que ligam o Seixal ao Cais do Sodré. A Câmara Municipal do Barreiro também reforçou as ligações do terminal à estação ferroviária de Coina, onde os passageiros podem usar o comboio da Fertagus.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close