Destaque

Instituto Português do Sangue deixa apelo

O Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST) apela aos dadores que reforcem o stock nacional de sangue, particularmente nos grupos A e 0.

É um apelo que costumamos ouvir mais na época dos meses de Verão, ou por vezes na quadra natalícia, quando as dádivas de sangue diminuem, por indisponibilidade dos dadores. Mas desta vez, surge em plena situação de pandemia, em que as pessoas estão maioritariamente em casa.

O IPST continua a colher sangue dos dadores, com marcação prévia ou sem marcação, mas com prioridade a ser dada às colheitas com hora marcada.

A presidente do Instituto, Maria Antónia Escoval, afirma ser preciso mais dádivas de sangue e revela que as reservas continuam a não fazer face às necessidades, em declarações reproduzidas no próprio site do IPST.

O apelo não se dirige apenas aos dadores frequentes, mas a todos os cidadãos que cumprem os critérios para a dádiva: ter entre 18 e 65 anos, peso igual ou superior a 50 kg e hábitos de vida saudável.

Tendo em conta a situação pandémica da Covid-19, não podem permanecer, em simultâneo, mais do que 10 dadores no interior de qualquer local de colheita de sangue e componentes sanguíneos. Daí que seja preferível a colheita com marcação, que os dadores podem fazer no Centro de Sangue e Transplantação de  Lisboa através dos seguintes contactos: 21 792 10 49 das 8h às 16h; 21 792 10 00 das 16h às 00h (a marcação será realizada no dia seguinte).

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close