Cultura

Exposição “Lisboa dos meus amores” no coração de Lisboa

A Galeria Welcome to Art, na Embaixada (Príncipe Real), lançou o desafio aos autores Paulo Ossião, Alfredo Luz, Augusto Patrão e Diogo Navarro promovendo a criação de quatro obras em formato tríptico com dimensões consideráveis, que traduzissem na tela a emoção que o título da exposição traduzia em cada um. Nasceram, assim, obras únicas densas de narrativas de Lisboa e dos seus amores que prometem não deixar ninguém indiferente.

Para assinalar o 3° aniversário da galeria – que durante o período de confinamento se reinventou apostando em iniciativas online de caráter solidário e, acima de tudo, de destaque e de divulgação do trabalho de artistas nacionais – a Welcome to Art apresentou esta exposição única e totalmente portuguesa, no dia 3 de Dezembro, numa noite de fados no âmbito de uma parceria com o “Fado fora de portas”.

Patente ao público até 6 de Janeiro próximo, “Lisboa dos meus amores” transmite muito mais do que a sua definição literal, apostando numa selecção de obras que foram criadas propositadamente para esta exposição com estados de espírito e sentimentos sem limitações. “O amor e a arte neste período natalício no enquadramento que estamos a viver vêm trazer-nos um bom motivo para sorrirmos, deixarmo-nos encantar por estas obras, com uma mensagem de motivação e de esperança, que também nos devolve pequenos prazeres que agora apreciamos de outra forma”, refere o CEO da galeria, José Manoel Pereira.

As expressões plásticas do pintor neo-figurativo e surrealista Alfredo Luz, as aguarelas do “mestre dos azuis” Paulo Ossião, a visão e sensibilidade do pintor Augusto Patrão, e a dimensão irreverente e o sonhar acordado que projecta  em instantes de luz e cor de Diogo Navarro, aguardam a presença de todo o público, o que vem completar as obras em que todos se empenharam. Estas propostas são direcionadas para verdadeiros amantes de arte, mas também para todos os que são apaixonados por decoração, pela cultura e pelo trabalho de cada um deles.

Pensada de forma apaixonada, a exposição da galeria lisboeta está aberta a todos, diariamente, das 12h às 20h de Segunda a Sábado, e das 11h às 19h ao Domingo, excepto nos períodos definidos pelo estado de emergência.

Todas as regras definidas pela DGS estão salvaguardadas.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close