DestaqueEducação

40 professores conhecem o “Germinar um banco de sementes”

Mais de 40 professores visitaram o projecto “Germinar um banco de sementes”, no âmbito das Jornadas de Educação Ambiental.

Nesta visita especial, quem aprendeu foram os professores: no dia 7 de Março, a Escola Secundária Josefa de Óbidos abriu as portas a mais de 40 professores para conhecerem in loco o projecto “Germinar um banco de sementes”.

Já falámos deste projecto nas nossas páginas, mas voltamos a explicar, usando as palavras dos próprios promotores, a Associação Margens Simples. O projecto visa criar um banco de sementes físico e com um website de promoção à troca de sementes, envolvendo alunos, professores, educadores e comunidade local, está a concluir a construção de um espaço apto à germinação e recolha de sementes, mas também frutos e legumes.

A visita das mais de quatro dezenas de docentes decorreu integrada nas XXVI Jornadas de Educação Ambiental, organizadas pela ASPEA (Associação Portuguesa de Educação Ambiental), este ano sob o mote “A Educação Ambiental como processo (trans)formador para a construção de eco comunidades”.

Coube a elementos da Associação Margens Simples e ao director do Agrupamento de Escolas Padre Bartolomeu de Gusmão, Jorge Nascimento, conduzir a visita que suscitou um grande interesse junto da comunidade docente, e que incluiu também professores e alunos já envolvidos no projecto, que deram o seu testemunho.

Os professores participantes ficaram, assim, a conhecer o “Germinar um banco de sementes”, bem como os conteúdos e materiais pedagógicos de algumas aulas e as questões práticas do trabalho na horta, e também tiveram tempo de replantar algumas variedades já germinadas na horta da escola.

Segundo a ASPEA, “para a maioria dos visitantes, o momento-chave foi quando a Margarida (aluna participante no projecto) partilhou o seu testemunho de alegria por ter colocado as mãos na terra ao construir aquela horta”.

A visita terminou com um desafio proposto aos presentes, de adoptarem e partilharem sementes através do banco de sementes e de garantirem a biodiversidade das mesmas, entregando-se uma amostra de sementes a cada um dos participantes.

Mais sobre este projecto aqui.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close