Destaque

Sozinhos em casa – parte II

A partir das 00H00 de dia 15 de Janeiro, os portugueses voltam a estar sob dever de recolhimento domiciliário, o teletrabalho será obrigatório para todas as actividades em que tal seja possível e os equipamentos culturais e estabelecimentos considerados não essenciais fecham as portas. O uso de máscara continuará a ser obrigatório na via pública e haverá fiscalização ao cumprimento das regras obrigatórias.

Estas e outras medidas foram anunciadas hoje, 13 de Janeiro, pelo primeiro-ministro António Costa realçando, durante o seu comunicado ao País, que “temos de nos unir para travar a pandemia”. Este é o nono estado de emergência declarado pelo Presidente da República e o segundo confinamento aprovado por maioria na Assembleia da República e vigorará até às 23h59 do dia 30 de Janeiro de 2021.

António Costa sublinhou a importância de voltarmos ao confinamento em moldes idênticos aos que foram aplicados em Março e Abril do ano passado. Ficar em casa, reduzir os contactos pessoais ao indispensável, sair apenas para o estritamente necessário e com as devidas precauções, a par do uso da máscara e da higiene das mãos e são medidas essenciais para o combate ao aumento de novos casos de infecção e à subida de óbitos que se tem verificado nos últimos dias.

As escolas continuarão abertas, ao contrário do que aconteceu no primeiro confinamento, “vamos manter a escola em funcionamento e esta é a única, nova e relevante excepção”, afirmou o primeiro-ministro.

Conheça o comunicado completo do Conselho de Ministros AQUI.

 

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close