Início » Cultura, Sociedade » Pianos clássicos passeiam pela cidade




A iniciativa chamou-se “Liberdade para tocar” e atraiu centenas de curiosos – alguns mais experientes que outros – ao longo dos cinco dias da sua duração.

A ideia foi cozinhada entre a Pianos.pt e a EGEAC, no âmbito das comemorações do 25 de Abril em Lisboa.

Entre os dias 20 e 24 de Abril, os lisboetas – e também muitos turistas – aproveitaram a oportunidade e exerceram a sua “Liberdade para tocar”. Logo no primeiro dia, os pianos estavam colocados nas estações de comboio da cidade: Santa Apolónia, Rossio, Oriente, Entrecampos e Cais do Sodré. No dia seguinte passaram para os coretos, da Praça José Fontana a Carnide, passando pelo Jardim da Parada, pelo Jardim da Estrela e pela Graça; depois para outros jardins e praças emblemáticas, como São Pedro de Alcântara, o Torel, o Rossio, o Martim Moniz ou a Praça do Município.

E no último dia, estavam os cinco na Praça do Comércio, onde o Jornal EXPRESSO do Oriente os encontrou, cada um nas mãos de dezenas de “músicos experimentalistas”.

Vimos gente nova, abaixo dos 10 anos, e gente mais crescida, com mais de 70; entre os que sabiam tocar, alguns eram alunos de música, outros pianistas mais desenvoltos que suscitaram até o aplauso do público em volta. Muitos outros seriam apenas curiosos surpreendidos pela iniciativa e que, provavelmente, nunca tinham tocado numa tecla de piano.

Aos turistas que nos perguntaram se a iniciativa era habitual, respondemos que era um programa que festejava a Revolução de 74. Quem sabe, não se repetirá noutras ocasiões? O público, certamente, aprovaria!

Sem comentários... Seja o primeiro a comentar!