Início » Cultura, Local » Das Sombras de Quioto à Luz de Lisboa. Azulejos de Haru Ishii

O Museu Nacional do Azulejo (MNAz) apresenta até ao final do ano uma exposição de azulejos intitulada “Das Sombras de Quioto à Luz de Lisboa”.

A exposição é assinada por Haru Ishii, uma artista japonesa nascida em Tóquio, que teve o primeiro contacto com o azulejo em 1995, quando veio a Portugal e experimentou durante um mês, numa oficina em Palmela, esta arte tradicional portuguesa.

“De então para cá”, relata o MNAz, “Ishii tem dedicado toda a sua criatividade ao azulejo, concebendo as suas obras em Tóquio e, mais recentemente, em Quioto, vindo depois executá-las em Palmela, no Espaço Fortuna. Com obra pública dispersa pelas mais diversas cidades japonesas e presente em variadas colecções, Ishii apresenta no Museu Nacional do Azulejo uma exposição que é a síntese do entendimento luso-nipónico de 474 anos”.

A exposição “Das Sombras de Quioto à Luz de Lisboa” consiste num conjunto de quinze peças dispersas pelas duas salas de exposições temporárias, pelo Claustrim e pelo Coro Alto.

Exposição patente até 31 de Dezembro

Horário: terça-feira a domingo, das 10h às 18h

Sem comentários... Seja o primeiro a comentar!