DestaqueReportagem

CML dá nova vida ao Bairro Alto

A Câmara Municipal de Lisboa vai recuperar o conjunto de edifícios que compõem o quarteirão entre a Rua do Diário de Notícias, a travessa do Poço da Cidade e a Rua do Norte, no Bairro Alto. O projecto foi apresentado no dia 18 de Novembro, por Sílvia Nereu, arquitecta municipal, no local onde serão construídos 45 apartamentos atribuídos a munícipes através do Programa Renda Acessível.

Paula Marques, vereadora da habitação da CML, fez a introdução da apresentação declarando que é um orgulho para todos os envolvidos a criação deste projecto que vai de encontro aquilo que é a política pública de habitação, reabilitando espaços municipais para colocar ao serviço da população.

Durante a apresentação, Sílvia Nereu, a arquitecta que assina o projecto, destacou a importância histórica do Bairro Alto e explicou toda a intervenção que será feita nos edifícios, realçando que os objectivos principais desta intervenção são o de “promover a reabilitação do conjunto de edifícios que se encontra profundamente degradado necessitando assim de uma intervenção urgente” e, também, o de o município poder, com o seu património, desenvolver o Programa de Renda Acessível e assim trazer mais jovens e famílias para uma zona emblemática da cidade.

Estão projectadas 45 habitações, sendo 19 da tipologia T0, 19 casas T1, seis com configuração T2 e um apartamento T3.

Um dos edifícios envolvidos é património classificado e serviu até 1940 como sede e redacção do jornal Diário de Notícias. Respeitando a memória histórica do Bairro Alto como bairro “dos jornais e do jornalismo”, a Câmara Municipal de Lisboa vai ceder o espaço comercial destes edifícios para projectos independentes e associativos na área do jornalismo e produção de conteúdos.

Carla Madeira, presidente da Junta de Freguesia da Misericórdia, onde se insere o Bairro Alto, expressou o seu contentamento pela revitalização deste espaço e destacou a importância de atrair moradores para uma zona que nos últimos sete anos perdeu mais de três mil habitantes.

Por seu lado, Fernando Medina agradeceu à Presidente da Junta de Freguesia da Misericórdia, assim como aos moradores e comerciantes do Bairro Alto, principalmente pela sua participação e colaboração na procura de resolução para os problemas da zona e anunciou também a requalificação do espaço público num projecto conjunto da Junta de Freguesia e da Associação de comerciantes.

Agradeceu também a toda a equipa da CML referindo que para aquele local estaria reservado um silo de estacionamento do qual desistiram com vista a privilegiar a habitação acessível, preservar a memória histórica dos edifícios e trazer nova e diversificada vida ao bairro. Destacou ainda a construção da nova Escola Básica no complexo do Passos Manuel como um equipamento essencial para as famílias com crianças e a construção da nova Unidade de Saúde Familiar da Ribeira Nova, em meados do próximo ano.

O investimento municipal será de cerca de oito milhões de euros e o concurso abre no início de 2021. O valor das rendas do Programa Renda Acessível, não ultrapassa um terço do rendimento ilíquido do agregado familiar.

 

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close