Início » Cultura, Local, Nacional » Egoísta Televisão

Numa original proposta de leitura para o Verão, a revista Egoísta acaba de lançar uma nova edição temática. “Televisão” associa com mestria a qualidade literária a um singular conjunto de imagens. Trata-se de mais um oportuno convite à reflexão que a multipremiada publicação da Estoril Sol sugere aos seus leitores.

A editora, Patricia Reis, sublinha: “Dedicada à televisão, a máquina que mudou o mundo, a Egoísta começa um novo ciclo, apostando numa versão bilingue – português e inglês. Assim, mais internacional, o conteúdo segue as linhas habituais, a ficção é privilegiada mas existe espaço para ensaio e opinião. Esta edição conta com um número extraordinário de colaboradores e publica o último texto de Miguel Beleza. Sem esquecer que a RTP celebra 60 anos, contamos com uma sessão fotográfica com o jornalista João Adelino Faria e com um perfil da nossa repórter de guerra, Cândida Pinto.”

Mário Assis Ferreira, Director da “Egoísta”, escreve no editorial intitulado “Televisão sem Preconceito”: “Virtudes reais, pecados virtuais… Pois que maior virtude seria imaginável do que essa, a de a Televisão ser o primeiro veículo de cultura verdadeiramente democrático, uma cultura disponível para todos e maioritariamente governada pelo que as pessoas queriam? E que pecado poderia ser mais danoso do que esse, o de a Televisão ser governada pelo gosto do que as pessoas realmente querem?”

“Talvez por isso, pela sua matriz democrática, por reflectir e ser comandada pelos gostos da maioria, eis que a Televisão, mais que um quarto poder, passou a ser um Estado dentro do Estado. Ambos endividados. Ambos vulneráveis aos ditames das leis do mercado: o Estado-Institucional, porque se habituou a gastar mais do que o que os privados conseguem produzir; o Estado-Televisão, porque o advento dos canais por cabo/internet, passou a produzir mais do que o que os telespectadores conseguem consumir”, conclui.

Lançada em 2000, a revista “Egoísta” foi já galardoada com 80 relevantes prémios nacionais e internacionais, os quais marcam o percurso da sua ímpar qualidade gráfica e de conteúdo.

Em mais uma edição de colecionador, a “Egoísta – Televisão”, como as restantes, é para guardar. A revista encontra-se à venda no Clube IN do Casino Estoril e do Casino Lisboa. A “Egoísta” tem, ainda, uma campanha de assinaturas e está disponível em www.egoista.pt

 

Sem comentários... Seja o primeiro a comentar!