Início » Sociedade » Condecorações Olivalenses 2017

Pelo segundo ano, as Condecorações Olivalenses serviram para reconhecer o mérito e galardoar personalidades e instituições, numa cerimónia muito especial.

Inseridas em plena comemoração do 620.º aniversário da freguesia, as Condecorações Olivalenses reuniram as forças vivas do território numa sessão solene que decorreu no Pavilhão Gimnodesportivo da Escola Sarah Afonso, no dia 6 de Maio. Estiveram presentes cerca de 150 pessoas.

A presidente da Junta de Freguesia dos Olivais, Rute Lima, presidiu à cerimónia na companhia do presidente da Assembleia de Freguesia, Nuno Santos Silva, e dos membros do executivo da autarquia local.

Num final de tarde em que se celebrou o empenho cívico e a dedicação à causa pública de pessoas e instituições, bem como as virtudes pessoais e humanas de diversas personalidades, foram atribuídas duas Medalhas Olivalenses de Serviços Distintos, cinco Medalhas de Mérito Olivalense e 12 Medalhas de Honra Olivalense.

Os medalhados

Um dos momentos mais emotivos foi a atribuição póstuma da Medalha Olivalense de Serviços Distintos a Marcelino de Sousa Rocha, funcionário da Junta de Freguesia falecido no mês de Março. Mais tarde, seria feito um minuto de silêncio em sua memória. Também a directora da Biblioteca dos Olivais, Teresa Capela, recebeu esta medalha.

As cinco Medalhas de Mérito foram atribuídas ao ex-atleta multi-medalhado Péricles Pinto, aos munícipes Manuel Alexandre, voluntário na Horta d’Oliva, e Luís Santos, figura do andebol nacional, ao primeiro comandante e primeiro sócio fundador da Associação Humanitária dos Bombeiros de Cabo Ruivo, Fernando Gilberto Carriço (a título póstumo), e ao filósofo e cantor José Adriano Barata Moura.

Já as Medalhas de Honra foram atribuídas aos quatro agrupamentos escolares da freguesia, ao Elo Social – Associação para a Integração e Apoio ao Deficiente Mental Jovem e Adulto, ao Centro de Cultura e Desporto dos Olivais Sul, ao Regimento de Sapadores Bombeiros, ao Laboratório Militar de Produtos Químicos e Farmacêuticos, ao Centro de Informação Geoespacial do Exército, ao Aeródromo de Trânsito n.º 1, ao Regimento de Transportes e à 34.ª Esquadra da PSP de Lisboa.

Petição pela designação Santa Maria dos Olivais

O presidente da Assembleia de Freguesia, Nuno Santos Silva, dirigiu algumas palavras aos presentes, em que salientou a importância do exercício pleno de cidadania e o feliz acaso de as Condecorações Olivalenses decorrerem no Pavilhão da Escola Sarah Afonso.

Coube depois a Rute Lima congratular todos os agraciados e agradecer a presença de todos os representantes das diversas entidades, antes de surpreender o público com uma mensagem especial: a autarca leu o texto de uma petição dirigida à Assembleia da República, em que os seus proponentes e todos os assinantes solicitam a reposição do nome histórico da freguesia – o de Santa Maria dos Olivais. Rute Lima confirmou que será a primeira subscritora desta petição, “em nome da nossa identidade”, petição que está a ser particularmente divulgada pela Paróquia de Santa Maria dos Olivais.

A autarca terminou o seu discurso apelando a uma defesa atenta dos direitos e liberdades consagrados de todos os cidadãos e a um trabalho em rede entre todas as forças vivas da freguesia, em permanente diálogo e espírito de cooperação.

A sessão solene culminou com o hino nacional e o cantar dos parabéns à freguesia dos Olivais.

Sem comentários... Seja o primeiro a comentar!